Vosso Pai sabe de tudo o que precisais.

Evangelho: Mt 6,24-34

Deus cuida de nós e sua divina providência governa o mundo com amor nele não há nenhuma sombra de maldade e ele nada faria que não fosse para o bem de suas criaturas. Às vezes temos a impressão de que ele é um Deus ausente, desinteressado e até inexistente. Quantas vezes temos vontade de perguntar: Onde estava Deus naquela hora? Buscamos segurança, repouso, estabilidade e não encontramos. Estamos sempre agitados e na incerteza. nosso coração pula de dentro de nós como um pássaro nos galhos de uma arvore. enquanto não repousar em Deus, estará irrequieto!

Não entendemos  tudo o que acontece, mas acreditamos em Deus e em sua providência. Queremos o que ele quer, embora nem sempre do jeito que ele quer. Procuramos sintonizar nossa vontade com a sua e, confiantes, sabermos que nenhum mal nos acontecerá. Na tranquilidade da visão, vemos o invisível, e a paisagem que aos nossos olhos se descortina é de uma beleza que nos envolve totalmente. É o Reino de Deus pelo qual lutamos.      

 

22/02-SANTA MARGARIDA DE CORTONA

A Santa de hoje é uma grande testemunha de fé e santidade para todos nós. Santa Margarida de Cortona nasceu em 1247, em Alviano, na Itália. Órfã de mãe e tratada duramente pelo pai e pela madrasta, tornou-se uma linda jovem que conquistou o coração de um rico homem, com quem viveu amasiada por nove anos. 

Aconteceu que o rico jovem foi assassinado. Graças a uma cachorrinha de estimação, que indicou o lugar do crime, Margarida pôde encontrar o corpo do amante, já em decomposição. Diante da visão da finitude humana, Margarida tomou consciência das futilidades de sua vida. Mudou-se para Cortona onde recebeu o sacramento da Reconciliação.

A partir da conversão, a vida de Margarida foi uma luta constante para a santidade através dos exercícios de penitência, ao ponto de fazer de uma pedra o seu travesseiro, o chão de cama e como alimento apenas pão e água. Aceitou viver três anos de retiro e penitência, entrando em seguida para a Ordem Terceira, onde levou uma vida de extrema austeridade.

Viveu da oração e sacrifício, entre provações e sofrimentos. Purificada e liberta do domínio dos erros, Santa Margarida de Cortona foi ao encontro com Deus em 1297.

(http://www.a12.com/santuario-nacional/santuario-virtual/santo-do-dia/22/02)

21/02-SÃO PEDRO DAMIÃO

O Santo deste dia é venerado como Doutor da Igreja, já que, pela doutrina e amor a Igreja, testemunhou sua vida de santidade. São Pedro Damião nasceu em Ravena em 1007. Teve uma infância sofrida devido à morte dos pais. Mais tarde foi acolhido pelo irmão mais velho até entrar na vida religiosa pela Ordem Camaldulense. São Pedro Damião lutou para reformar a vida religiosa, lutando contra a venda dos privilégios eclesiásticos e contra o concubinato. Pedro Damião dirigiu e fundou um grupo de mosteiros que seguiam, com certas variações, a reforma camaldulense.

Trabalhou incansavelmente para devolver à vida religiosa seu sentido de consagração total a Deus, na solidão e penitência. A partir de 1046 foi levado a trabalhar para a santificação de toda a Igreja de Cristo e começou a se tornar grande sua fama de santidade. Foi ordenado bispo e cardeal de Óstia, perto de Roma, de onde auxiliou muitos papas. Foi legado do Pontífice Gregório VII, visitador dos mosteiros, escritor, conselheiro, libertando a Igreja de seus vínculos temporais. Sua extensa obra teológica fez o Papa Leão XII reconhecê-lo com o título de doutor da Igreja.

(http://www.a12.com/santuario-nacional/santuario-virtual/santo-do-dia/21/02)

20/02-SANTO ELEUTÉRIO

O nome de Santo Eleutério significa “libertador”. Assim Eleutério, ao viver inteiramente para Cristo conseguiu ser instrumento de libertação de erros e pecados para muitos. Viveu por volta do ano 470, em Tournai, região onde hoje está a Bélgica.
Conta-nos a história que, quando menino, ele ouviu a profecia de que seria um bispo. Eleutério respondeu o chamado vocacional e entrou para a formação que o encaminhou ao sacerdócio e mais tarde à ordenação episcopal. Eleito como primeiro bispo de Tournai, Santo Eleutério foi um grande desbravador da fé que deu o seu sangue por amor ao rebanho.
Santo Eleutério trabalhou arduamente para organizar a construção de igrejas, incentivar vocações, formar o clero, enfim, tudo o necessário para lidar com a recém-nascida diocese. Grande pacificador, Santo Eleutério conviveu em meio a grandes conflitos. Por isso, ao lidar com um povo de índole guerreira, teve que esforçar-se para levar a paz de Cristo para tantos corações. Promoveu uma sólida evangelização a fim de que o Evangelho fosse entendido como um estilo de vida para o povo.
Zeloso, perseverante e homem de oração, combateu as heresias e batalhou para o resgate de muitos pagãos. Santo Eleutério doou a vida em favor do povo. Foi martirizado em 532.  

(http://www.a12.com/santuario-nacional/santuario-virtual/santo-do-dia/20/02)2020

19/02-SÃO CONRADO DE PLACÊNCIA

Era casado e vivia na cidade de Placência, na Itália. Certo dia, em que estava caçando lebres e faisões, causou um incêndio acidental que provocou grandes danos. Em seguida ele fugiu para escapar à justiça. Ao saber que um inocente fora condenado em seu lugar, apresentou-se, confessou sua responsabilidade e ofereceu todos os seus bens para indenizar os prejuízos. Este gesto fez Conrado gastar todo seu dinheiro e ele acabou ficando pobre.
Mas ninguém conhece os caminhos do Senhor. O caçador incendiário ingressou num Convento, na Ordem Terceira de S. Francisco, abandonando a esposa, que também retirou-se para um mosteiro. Apesar destes gestos bruscos, Conrado era muito bom e piedoso.
Em 1343 chegou a Siracusa e estabeleceu-se na cidade de Noto. Escolheu como habitação uma cela ao lado da igreja do Crucifixo. A fama de sua santidade foi aumentando e comprometia a paz e o silêncio de que tanto gostava. Quando percebeu que as muitas visitas perturbavam sua vida de oração, frei Conrado levantou acampamento e foi humildemente para uma solitária gruta dos Pizzoni, que foi depois chamada de gruta de são Conrado.
Morreu a 19 de fevereiro de 1351. Frei Conrado foi sepultado entre as esplêndidas igrejas de Noto. Viveu 40 anos na oração e na penitência. 

(http://www.a12.com/santuario-nacional/santuario-virtual/santo-do-dia/19/02)